quinta-feira, 5 de julho de 2007

" Vestígios de estranhas civilizações..."

Outro dia ao som de Chico fiquei pensando sobre astrologia, futuro e muitas outras bobagens e comecei a especular sobre essa frase.O que eu deixaria para os outros, sei lá, será que minha monografia ou minhas matérias servirão de referências futuras?
Será que quando eu já não tiver mais vontade, lembrarei de algo que não fiz por achar " que nada é pra já". Ás vezes, esse pensamento me deixa com uma certa angústia e quero fazer tudo ao mesmo tempo...com ansiedade.
Hoje, acho que tudo é pra já e o amor tem pressa sim. Só pode ser devagar na conversa de malandro que pode muito bem ir adiando, levando com a barriga até onde for possível.
Adoro "Futuros Amantes", é uma das minhas preferidas, mas deixei de concordar tem tempo
Eu prefiro a urgência dos beijos lascivos que a espera morna de algo que talvez nem chegue...Que nos vestígios eu deixe fragmentos de carta, poemas, retratos...mas que eles sejam vividos de todas as maneiras. Seja com dor, amor, prazer...

1 sobrou pra você!:

Andre S. disse...

é uma boa música, eu gosto. apesar da dúvida. besos