sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

amor de Madalena

Oh! Madalena
O meu peito percebeu
Que o mar é uma gota
Comparado ao pranto meu...Fique certa
Quando o nosso amor desperta
Logo o sol se desespera
E se esconde lá na serra...Oh! MadalenaO que é meu não se divide
Nem tão pouco se admite
Quem do nosso amor duvide...
Até a lua
Se arrisca num palpite
Que o nosso amor existe
Forte ou fraco
Alegre ou triste...
Oh! Madalena
O meu peito percebeu
Que o mar é uma gota
Comparado ao pranto meu...
Fique certa
Quando o nosso amor desperta
Logo o sol se desespera
E se esconde lá na serra...
Oh! Madalena
O que é meu não se divide
Nem tão pouco se admite
Quem do nosso amor duvide...
Até a lua
Se arrisca num palpite
Que o nosso amor existe
Forte ou fracoAlegre ou triste...
Oh! Madalena!Oh! Madalena!

1 sobrou pra você!:

Rafael Velasquez disse...

oh madalena!!!