sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Leôncio, aquele cachorro!

Hoje quando passava os olhos pelos sites de notícia vi que o ator Rubens de Falco tinha falecido. Embora, ele tenha feito milhares de novelas só consigo lembrar da primeira versão de Escrava Isaura.
A primeira vez que a trama do " Lerê, Lerê" passou, foi no final da década de 70 e eu nem existia, mas ainda bem pequena vi reprises, acho que umas duas vezes. O Rubens de Falco fazia o vilão que maltratava a doce Isaura, vivida pela "atriz" Lucélia Santos. Lógico que eu morria de raiva dele, não pelo sofrimento da mocinha, mas estava tomando partido da minha avó Braunizia que creio que assistiu todas as reprises da novela desejando todo o mal do mundo para " O cachorro do Leôncio que fica maltratando a pobrezinha".
Essas frases eram ditas com tanta emoção, misturando ódio e pesar que não tinha como não criar uma pontinha de raiva do maldito também. A novela acabou, o ator fez outros papéis, Lucélia Santos continuou atuando pessimamente ( acho que agora ela desistiu), mas o Leôncio ficou para minha avó. Toda vez que o ator aparecia na televisão ou algum outro com as mesmas características ela dizia: " O que esse cachorro faz aí?"
Com o tempo, ele foi atuando menos, minha vó passou a ver menos televisão, a vista cansada e a vontade de dormir mais cedo a afastou das novelas, mas posso dizer que até os meus 11 anos de idade, o tempo que ela permaneceu aqui, presente em matéria ( sei que espiritualmente, esses laços não se encerram), se fosse questionada sobre quem era malvado. Certamente, na lista ela iria lembrar de " Leôncio, aquele cachorro!"

1 sobrou pra você!:

Andre S. disse...

hahaah, :) gostei muito do texto meu bem!! Beijos, e o nome da tua avó é engraçado! :)