sexta-feira, 3 de junho de 2011

Amor

Ele é mais novo que eu. Ele de peixes, eu de aquário. Sim, sou dele o inferno astral como dizem os bons astrólogos.
Ele com sotaque carioca, eu carregando na melodia das minhas frases e o "arri" e no "oxe" que nem eu mesmo percebo. Ele professor de Geografia, toca violão, sorriso bonito. Eu jornalista, sem nenhuma habilidade com os instrumentos musicais, dentuça e destrambelhada.
Eu chorei, ele ouviu. Eu chorei, ele riu. Eu ri e ele me levou pra comer sushi e sarar algumas feridas que ainda estava por aqui.
 Somos diferentes, somos iguais, somos amores, somos amigos, almas-irmãs que brigam sempre e que estão sempre por perto uma da outra, ainda que distante geograficamente. Para mim, não tem como não falar de amor, sem falar dele. Sim, eu não preciso falar de amor, para falar de amor, eu só preciso falar do Bruno




1 sobrou pra você!:

Roberto Sampaio disse...

Amor sou EU e ponto.